Wikia

Poesia

Sobre o túmulo de um menino

Comentários0
2 743 pages em
Este wiki
Sobre o túmulo de um menino
por Gonçalves Dias
25 de outubro de 1848.

O invólucro de um anjo aqui descansa,
Alma do céu nascida entre amargores,
Como flor entre espinhos! — tu, que passas,
Não perguntes quem foi. — Nuvem risonha
Que um instante correu no mar da vida;
Romper da aurora que não teve ocaso,
Realidade no céu, na terra um sonho!
Fresca rosa nas ondas da existência,
Levada à plaga eterna do infinito,
Como of’renda de amor ao Deus que o rege;
Não perguntes quem foi, não chores: passa.

Rede da Wikia

Wiki Aleatória