Fandom

Poesia

O Voador

2 752 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar
O Voador
por Olavo Bilac


"Padre Bartolomeu Lourenço de

Gusmão, inventor do aeróstato,

morreu miseravelmente num

convento, em Toledo, sem

ter quem lhe velasse a agonia."


Em Toledo. Lá fora, a vida tumultua

E canta. A multidão em festa se atropela...

E o pobre, que o suor da agonia enregela,

Cuida o seu nome ouvir na aclamação da rua.


Agoniza o Voador. Piedosamente, a lua

Vem velar-lhe a agonia, através da janela.

A Febre, o Sonho, a Glória enchem a escura cela,

E entre as névoas da morte uma visão flutua:


"Voar! varrer o céu com as asas poderosas,

Sobre as nuvens! correr o mar das nebulosas,

Os continentes de ouro e fogo da amplidão!..."


E o pranto do luar cai sobre o catre imundo...

E em farrapos, sozinho, arqueja moribundo

Padre Bartolomeu Lourenço de Gusmão...


(As Viagens, X)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória